Como fazer cerveja artesanal

Conheça as etapas da fabricação da cerveja artesanal

A cerveja já faz parte do gosto dos brasileiros de longa data, não é mesmo? Ela chegou por estas terras em meados de 1654, junto com os holandeses e com o tempo passou a ser produzida em uma escala cada vez maior. Hoje falar de cerveja é falar de uma importante fatia da produção nacional, pois a produção da cerveja carrega uma imensa cadeia que beneficia muitas pessoas com emprego e renda.


Aqui na Paso Lifestyle School nós somos muito apaixonados por essa cultura cervejeira. Além de oferecermos um curso online de cerveja na panela, nós temos vários outros textos como esse que você está lendo falando sobre esse universo. Pelo nosso blog já mostramos 7 motivos para começar a fazer cerveja artesanal (como se alguém precisasse de motivos não é verdade?), já mostramos como a cerveja se encaixa com pratos do dia a dia no texto A harmonização da cerveja na gastronomia e pra quem já está mais por dentro do negócio, nosso post sobre Os 5 aplicativos de celular que todo cervejeiro deve ter é o mais popular de todos os outros em acessos.

Até hoje, entretanto, nunca falamos sobre o processo de fabricação de cerveja. Quais são suas etapas e como ele acontece? É o que vamos ver hoje. Partiu?


O que é cerveja

Cerveja, a grosso modo, uma bebida alcoólica feita a partir de ingredientes base como água, malte, lúpulo e leveduras. Essa receita é clássica, e muitas cervejas famosas tem apenas essa composição, mas existem vários estilos de cervejas mais complexas, sejam as industrializadas que são feitas em grande escala ou aquelas chamadas cervejas artesanais.

As cervejas artesanais passam por um período de grande expansão no país, pois elas ampliaram as opções de rótulos no mercado e agradam gostos mais específicos, que gostam de sair um pouco das cervejas industriais tradicionais. Outro público que abraçou as cervejas artesanais são aquelas pessoas que gostam de ver a coisa acontecendo, de fazer aquilo que comem e têm paciência para “ver o filho crescer”.


Mas dá mesmo para fazer cerveja artesanal em casa?

Com absoluta certeza, e isso é o melhor das cervejas artesanais. Com alguns equipamentos que são simples e muitas vezes podem ser improvisados nós já podemos experimentar a fabricação de cerveja artesanal em casa.

Um dos desafios do processo artesanal é que ele é bastante rústico, seu tempo é mais demorado do que apenas ir no bar da esquina e pedir uma garrafa. Muitas vezes podemos demorar cerca de um mês do começo ao fim do processo para daí sim experimentarmos o resultado da cerveja. Nada que paciência e precisão nas medidas e temperaturas não resolva.


Etapas para fazer cerveja artesanal

São vários os detalhes da produção da cerveja artesanal, esse post busca mostrar um pouco sobre quais são as etapas, sem substituir informações mais detalhadas dadas pelo mestre Samuel Cavalcante no curso online de Cerveja na Panela Bodebrown que vale muito você conhecer.


Preparo dos ingredientes da cerveja

Fazer cerveja artesanal é tomar muita atenção com os detalhes do processo, o que inclui muita atenção com as gramaturas das receitas, as quantidades de água, as temperaturas, etc. Também é necessário muita experimentação e afinação das receitas, que nem sempre entregam o gosto que você quer nas suas cervejas.

No preparo dos ingredientes temos de cuidar com os níveis de moagem dos maltes, acertar nas pesagens e, na correção de p.H da água sempre que necessário e seu aquecimento nas temperaturas corretas.

#BRASSAGEM

Durante a brassagem a água é misturada com o malte já moído e tem função de transformar os amidos dos grãos em açúcares que servirão de alimento para as leveduras na fase da fermentação.






#FILTRAGEM

A filtragem existe para retirar o mosto açucarado dos elementos maiores, os bagaços do malte que ainda restam. Se esses bagaços forem para a fervura junto da cerveja eles interferem nas características do produto final, por isso são indesejáveis





#FERVURA DO MOSTO

Agora que a cerveja já está filtrada e o mosto doce separado, está na hora de pegar o mosto açucarado e fervê-lo. O objetivo da fervura do mosto é eliminar bactérias do preparo, concentrá-lo mais e eliminar substâncias indesejáveis como aromas indesejáveis.

#RESFRIAMENTO

Depois que o mosto já está pronto ele deve ser resfriado para que se iguale à temperatura do fermento e também evitar quaisquer problemas de turbidez na cerveja.








#FERMENTAÇÃO

Nessa fase é hora dos ingredientes descansarem em um balde isolado por um bom período de tempo. Durante o processo de fermentação as leveduras irão consumir os açúcares do mosto e produzir o álcool e CO2, dando à cerveja muitas de suas características, como o cheiro.

 

#MATURAÇÃO

A maturação é uma etapa bastante importante que não deve ser esquecida. É ela que amadurece a cerveja e nesse momento as leveduras continuam atuando, eliminando elementos gerados na fermentação e deixando a cerveja ainda mais clara e límpida.

Depois dessa etapa sua cerveja está pronta para o envase, e só depois de deixar que ela gele é que você poderá experimentar o resultado desse processo primoroso da cerveja artesanal. 

Processos bonitos, não acha? Depois de entender um pouco melhor sobre cada uma dessas etapas podemos entender porque os mestres cervejeiros se aproximam mais de magos do que de cozinheiros.

E se você achou o processo complexo mas não quer deixar de experimentá-lo, seja sozinho ou com pessoas queridas, o curso online de Cerveja na Panela Bodebrown da Paso Lifestyle School em parceria com a cervejaria curitibana Bodebrown vai te ensinar direitinho como se faz cerveja de verdade. Neste curso completo e com qualidade cinematográfica você vai aprender todos passos para fazer sua própria cerveja no conforto da sua cozinha.