Os nomes de cerveja mais curiosos do mundo.

Produzir cerveja artesanal em casa é emitir uma carta de alforria. Você se declara livre para combinar novos sabores, para criar uma receita com a sua cara, criar seu próprio rótulo e até mesmo o nome da sua cerveja. 

Incentivamos a cultura do Craft Beer, a liberdade cervejeira em todos os níveis e as empresas que apoiam essa revolução como a Bodebrown. Os caras tem produzido clássicos instantâneos devidamente engarrafados sempre com nomes bem sacados que remetem à história da receita, aos ingredientes ou à alguma característica da cerveja. Estamos falando da Cacau IPA, da Perigosa entre outras invenções do Mestre Samuel Cavalcanti.

Cerveja Artesanal Bodebrown Cacau IPA

Quando for a sua vez de preparar aquela receita especial em casa, a escolha do nome vai entrar em pauta. Ela pode remeter aos ingredientes, ao local de fabricação ou até mesmo a você e a sua história. Pense que você pode dar vida à Marcelo IPA, criar a Reginaldo Stout e até mesmo fazer aquela homenagem pra sogrona produzindo uma Dona Judite Sour, mais azeda e amarguinha que as demais. 

Inspiração não vai faltar e por isso, fizemos uma lista dos nomes mais curiosos de cerveja do mundo. Confere só os nomes malucos que as cervejarias tem usado para suas cervejas.

DIABÓLICA

Cerveja Artesanal Diabólica

Trata-se de uma Indian Pale Ale (IPA), estilo que ficou marcado historicamente por ser produzido na Inglaterra com a intenção de aguentar a longa viagem de navio até a Índia, na época em que esta era colônia do império britânico. Para isso, ela teria que levar mais lúpulo na formulação.

A receita em questão leva sete tipos de malte e passa por um processo chamado de “Dry Hopping”, que é a adição de lúpulo no final do processo de fermentação. O resultado é um teor alcoólico de 6,66% abv. ou 666, o número do Mochila de Criança, do Esquerdo, que inspira o nome dessa maravilha curitibana.

HE’BREW

6a00d4142121106a4700e398a8aaaa0004.jpg

Se tem cervejas que homenageiam o Capiroto, tem outras que apontam no outro sentido. A He’Brew aproveita o verbo to brew da língua inglesa - usado para denominar a preparação de cervejas - para combinar com o He, formando o trocadilho hebrew, ou hebreu em bom português. 

A Brown Ale se entitula a “Cerveja escolhida”, assim como o povo Hebreu ao qual faz referência. Tudo com muito bom humor na embalagem e nos nomes de suas variedades. A Genesis Ale por exemplo bem que podia clamar o posto de cerveja que deu origem a todas as outras, mas só se tivesse sido produzida na época de Cristo. Shalon!

SANTA'S BUTT

“Se usam o Diabo, o povo Hebreu, por que eu não posso usar o Papai Noel?” Foi isso que o gringo deve ter dito na hora que começou a pensar no nome dessa cerveja. O problema foi o que veio depois: “Se eu vou usar o Papai Noel, porque eu não posso usar a bunda do bom velhinho?”. E estava feita a m… digo, a cerveja. 

Santa’s Butt é uma Porter inglesa com 6% de álcool e segundo seu fabricante, a Ridgeway, conta com sabores ricos do jeito que o povo gosta lá no Pólo Norte. Também segundo a fábrica, “everyone wants a piece of Santa’s butt” ou seja, todo mundo que um pedaço da bunda do Papai Noel. Eu particularmente dispenso. E você?

BIG COCK

Cerveja Artesanal Big Cock

Os nomes não tem limites e se falávamos de bundas logo acima, agora falaremos agora de Big Cocks. Esse termo por sí só é capaz de bloquear esse post no firewall da sua empresa, mas aparentemente não foi a intenção da Great River Brewery ao criar essa cerveja inspirada em um galo tamanho grande. E não em um grande car#*%o como o nome pode sugerir. 

Essa IPA tem reviews variados e parece não ser unanimidade, afinal, nem todos gostam de Big Cocks não é mesmo?

CENTEIO DEDO

A cervejaria Urbana de São Paulo coleciona nomes curiosos e diferentões. A Centeio Dedo faz o trocadilho com o grão maltado na mistura. A cerveja Centeio Dedo é um rótulo sazonal representando o verdadeiro sabor das American Rye IPAs. 

Ela une características de uma tradicional India Pale Ale à “picância” e cremosidade que o centeio confere à bebida. Tudo isso com 6,5% de álcool e um nome pra lá de curioso.

FIO TERRA

É um pouco perturbador associar a Centeio Dedo com o outro rótulo da Urbana: a Fio Terra. Sob a alcunha de “Um dedinho de laranja”, essa Orange IPA com 6,5% de álcool conta com um toque diferente trazido pelas notas de laranja combinadas a uma mistura bem lupulada. Uma combinação interessante que pode acabar fazendo com que você admita pros teus amigos que tomou Fio Terra e gostou.*

*Não pretendemos testar essa cerveja aqui na redação, já que Fio Terra não faz nosso estilo.

POLYGAMY

Práticas sexuais também inspiram nomes cervejeiros. Prova disso foi que a poligamia acabou virando cerveja. A Polygamy é uma American Porter de Utah com 4% de álcool. Pra quem não sabe, Utah é o berço da religião Mórmon nos EUA, que na sua antiguidade praticava abertamente a poligamia. 

Oficialmente os Mórmons americanos não reconhecem a prática da poligamia como dogma da igreja, muito pelo contrário, entretanto não são poucos os relatos de grupos isolados que vivem a religião “à moda antiga”. Isso foi retratado no polêmico seriado Big Love da HBO.

Agora se a a Polygamy tem origem real na religião a gente não sabe. Apenas indicamos consumi-la em grupo, sempre que possível :)

GORDELÍCIA

Se a poligamia inspira nomes, a monogamia também. Nesse caso, um tipo bem específico de monogamia: a dedicada as gordinhas ou moças de alto IMC. A Gordelícia é mais uma criação da Urbana, nesse caso, uma Golden Ale, com 7,5% de graduação alcoólica. Esse é um dos mais suaves rótulos da cervejaria paulistana mas não por isso deixa seu lado mais complexo e maltado.

De gorda ela não tem nada, mas de delícia tem muito. Uma cerveja leve que só tem um problema: pode ofender caso seja presenteada a alguém.

IMPERIAL STOUT TROOPER

Se Vader aprova é porque é bom. A Imperial Stout Trooper é uma Russian Imperial Stout americana com 8,5% de álcool com malte pra Sith nenhum botar defeito. Seu sabor tem notas de chocolate com café torrado no final, típicos do estilo. 

Seja em qual lado da força você esteja, vale provar essa cerveja. Sucesso entre os soldados do Império, o que não conseguimos entender é que como o Darth Vader tomaria essa delícia sem tirar o capacete. 


Depois de tantos nomes curiosos fica mais fácil entender que para criar o nome da sua cerveja basta usar um pouquinho da criatividade, e claro, fazer sua própria cerveja. Para isso a Paso e a Bodebrown estão lançando o Curso Online de Cerveja Artesanal. Para se juntar à revolução e ser o primeiro a fazer o curso ministrado pelo mestre Samuel Cavalcanti é só clicar no banner abaixo e começar a pensar no nome da sua cerveja.